segunda-feira, outubro 17, 2005

Abortar

aborto
Já há muitos anos que nos habituámos a ver o anúncio amarelo da clínica espanhola de abortos nos jornais portugueses.
Segundo uma notícia do semanário Expresso, 'nuestros hermanos', responsáveis de uma clínica privada que efectua abortos legais, vêm a Lisboa reunir com o ministro da saúde, para abrirem uma cá em Portugal. Parece que médicos portugueses recusam-se a fazerem os abortos previstos na lei, alegando objecção de consciência. Enquanto por cá rezam o terço a pedir a deus dinheiro, saúde e amor, a Espanha some e segue, igualmente católica, mas viva e dinâmica em sintonia com o tempo, espaço e pessoas que a constituem. Por cá continuamos contaminados pela pandemia da gripe da burrice.
Gracias!

4 comentários:

pit bull disse...

Parabens-tens um lindo e educativo blog.Manuel

rosa disse...

...completamente off-topic, mas queria mostrar-te (se calhar já conheces) esta ilustradora que arranjou uma técnica alternativa "grattage": Claire Murphy.

beijinhos!

chapa disse...

Se houvesse aborto legalizado, muitos dos nossos políticos não tinham nascido.

anab disse...

ola alice!
belo post! um dia li o luiz pacheco no dna que explicava claramente porque era quase impossível que esta questão da interrupção voluntária da gravidez fosse resolvida: se fosse legalizada esta questão a questão das mães solteiras seria legítima e teriam que ser apoiadas muitas mulheres pelo Estado. Ora o Estado está demasiado condicionado pela igreja católica, logo...nada feito!
Faz de facto confusão tudo isto, aliás portugal é uma grande confusão!