quinta-feira, setembro 21, 2006

red shoes

Bays_RedShoes

Finalmente inaugurei a temporada 'mente sã num corpo são' e na cafetaria do ginásio,antes dos 100 abdominais, li no Público, um artigo acerca do estudo realizado pela Deco sobre a violência na escola. O espanto é a escola que está em primeiro lugar do ranking- a de dança do conservatório nacional. A escola de dança, a que forma os futuros bailarinos! mais violenta que as dos Olivais, Apelação, Camarate!!

A pressão psicológica é cruel. A Camila frequentou o ano passado (2 semanas), as aulas de dança dos alunos externos. Foi uma experiência horrível e traumática. Ainda chora quando se aborda o assunto. Como é alta e perna-longa, a professora resolveu integrá-la no 4º ano em vez do 3º, onde pequenos monstros vestidos de tutus cor-de-rosa, atacaram-na de imediato. A Camila não vinha de um ensino clássico, mas da dança criativa ( Forúm Dança que o ano passado não houve aulas para a faixa etária dos 7/9 por falta de inscrições) e torcidaram-na por não ter entendido uma pergunta de uma pespineta arrogante, sobre, penso eu, ballet clássico. Para mim, é claro, porque foi esta a ganhar o primeiro lugar no ranking da violência das escolas. Que sirva para o corpo docente e a associação de pais, reflectirem na metodologia e na pedagogia do ensino dos futuros bailarinos.

10 comentários:

pipilocas disse...

Já sabia que era uma escola traumatizante, mas sempre pensei que tinham se tinham modernizado...aquilo é um horror... fica o alerta da Deco...

pipilocas disse...

...se tinham....bolas, falho sempre.

alice disse...

pois, pipilocas, pelos vistos, continua um filme de terror... e isto aconteceu com os mais novinhos, externos, imagina quando elas/eles são seleccionados e frequentam a escola a partir dos 10 anos...bem que algumas amigas me tinham avisado...

Osiriums Ventaka disse...

Nunca tinha ouvido falar em tal coisa.
Sinceramente, nem pensava que houvesse muita violência neste tipo de escolas. A não ser que seja pelo facto competitivo e mesmo assim parece muito...

merdinhas disse...

Não pude deixar de rir a imaginar os monstros vestidos de tutus cor-de -rosa e ao ataque...
mas é extraordinário...

alice disse...

mais outra ilustração!....
;-D

alice disse...

osiriums, eu interpretei os resultados como sendo a violência psicológica relacionada com a competividade entre os monstrinhos e não assaltos, roubos ...

Silvares disse...

A violência manifesta-se dos mais variados modos.
O hábito dos trabalhos de grupo serem apresentados sob a forma de uns recortes colados sobre cartolinas coloridas, por exemplo, é uma deplorável forma de violência visual.
Muito traumático!
Pelo que posso verificar é difícil recuperar a sanidade estética mesmo depois de abandonar a escola, durante muitos anos...

merdinhas disse...

Com o título estavas a pensar no Powell ou no Andersen?

alice disse...

Powell, vi o filme recentemente.